O RETIRO DO MOCHO (Montargil)

O RETIRO DO MOCHO (Montargil)

No reino da “lentidão alentejana”…

Podia começar este texto com uma piada de alentejanos, daquelas sobre serem lentos e fazerem tudo nas calmas. Mas sei que depois ia aparecer aqui malta indignada, que não ia perceber que a piada era apenas um enquadramento para aquilo que foi o nosso jantar no Retiro do Mocho. Porque passámos todo o jantar a pensar “será que estamos numa piada de alentejanos?!”…

Vamos lá então explicar como correu o nosso jantar no Retiro do Mocho.

retiro do mocho montargil

Se houve uma coisa que os programas do Gordon Ramsay nos ensinaram foi como é que os restaurantes deveriam tratar os pedidos na cozinha. Nos programas, o Chef ensina que os pedidos devem ser tratados assim que chegam à cozinha, para respeitar os timings certos da sala e de uma refeição normal.

Ora, no Retiro do Mocho não é bem isso que acontece, pelo menos não é essa a percepção que temos. Porque tanto para nós como para todas as mesas à volta, os pratos demoram uma estupidez de tempo a chegar. Não estamos a falar de uns minutos a mais, nope. A entrada que pedimos demorou exactamente 57 minutos a chegar à mesa. Uma sopa de tomate. Sim, uma sopa de tomate.

E o que é curioso é que 2 minutos depois da entrada nos chegar à mesa, chegam os pratos principais. E isso não acontece só na nossa mesa, acontece também nas outras à volta. Ou seja, a ideia com que ficamos é que a cozinha trata dos pedidos de cada mesa à vez, e todos juntos. O que faz com que passemos mais tempo do jantar à espera do que a comer.

retiro do mocho montargil

Nas mesas à volta há crianças, que ainda suportam menos a espera enorme pelos pratos. Os pais mostram desagrado e impaciência… e também alguma esperança quando vêem um prato a sair da cozinha… apenas para depois ficarem novamente desiludidos quando percebem que não foram os felizes contemplados.

retiro do mocho montargil

No nosso caso, a hora de espera pela Sopa de Tomate quase vale a pena, porque a sopa é excelente. O sabor é fabuloso, a textura excelente, o ovo escalfado está no ponto e os enchidos que acompanham a sopa são muito bons. Uma excelente sopa, que seria ainda melhor se tivesse sido servida uns 45 minutos antes.

retiro do mocho montargil

Praticamente ao mesmo tempo da sopa, aqui estão os pratos principais. Vai tudo misturar-se no estômago, não é? Então pode vir tudo ao mesmo tempo… Enfim. Pedimos dois dos pratos mais pedidos do restaurante, e se de um deles esperávamos muito, dou outro nem por isso. Resultado? Um confirmou-se e o outro desiludiu um bocado…

As Migas de Espargos Verdes são típicas desta zona do Alentejo, e como adoramos, não podiam falhar. Aqui acompanhadas de entrecosto frito, que estava muito bom… só que as migas sabiam a pão, só a pão. Nem um travozinho a espargos, nada. Boa textura, é verdade, mas espargos verdes nem vê-los. Nem verdes, nem brancos, nem amarelos, nem azuis… bom, já perceberam.

retiro do mocho montargil

Por outro lado, o prato mais pedido da casa: o Bacalhau Melhorado. Que nos explicam ser uma espécie de bacalhau espiritual, mas que leva também miolo de camarão. Ok, se calhar devíamos ter pedido outra coisa depois da descrição do prato, porque nem somos assim grandes fãs de bacalhau espiritual, mas como é o prato mais pedido… Enfim, lá chega o bacalhau, que de bacalhau tem menos do que esperávamos. Muito béchamel, muita batata e alguma cenoura, dose significativa de camarão, mas menos bacalhau do que era suposto. E nunca, mas nunca isto é um prato que demore 1 hora a chegar à mesa. Porque está feito, é só meter a travessa no forno!

retiro do mocho montargil

Ainda pensámos duas vezes sobre se devíamos ou não pedir sobremesa, com medo da demora. Mas resolvemos dividir um Bolo de Bolacha um bocado mais seco do que devia estar, ainda que fosse bom a nível de sabor. Não fechámos com “chave de ouro”, mas pelo menos foi rápido a chegar à mesa.

retiro do mocho montargil

Se calhar a culpa até foi nossa, porque lemos acerca da demora em quase todos os comentários que nos apareceram à frente, numa pesquisa rápida na net. Mas acreditamos sempre que qualquer restaurante percebe que tem uma falha – principalmente quando é apontada por muita gente – e trata de corrigi-la.

Não sabemos se por acaso o tempo de espera até está melhor do que estava antes, mas 1 hora por uma entrada roça assim o absurdo. E por isso é que, durante esse tempo à espera, nos fomos lembrando do “Kitchen Nightmares“, tanto na versão Ramsay como na versão Ljubomir. E também de anedotas de alentejanos. Muitas anedotas de alentejanos. Muitas mesmo. Porque tivemos tempo para isso…

Preço Médio: 20€ pessoa (com vinho da casa)
Informações & Contactos:
Foros do Mocho | 7425-015 Portalegre | 242 904 271

[codepeople-post-map]

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.