tik tapas ericeira

TIK TAPAS ERICEIRA

Comer tapas na terra do peixe e do marisco. Porque não?

O nosso primeiro encontro com o Tik Tapas foi já há alguns anos. Um fim-de-semana prolongado, em que chegamos à Ericeira já tarde, aliás, já quase no dia seguinte. Sabemos que é terra de peixe fresco, marisco, até de ouriço do mar. Mas também sabemos que raros são os restaurantes que te recebem depois das 23h, aqui ou em qualquer lado. Por isso, uma rápida pesquisa leva-nos ao Tik Tapas, mesmo no centro, que está aberto até à 1h da manhã.

À primeira vista, restaurante quase cheio, mesmo à hora que chegamos. Aliás, essa é uma constante em todas as restantes visitas que fizemos ao Tik Tapas, está sempre cheio. Numa terra conhecida pelo marisco e peixe fresco, isto é no mínimo de louvar.

O espaço tem muita madeira, numa onda de tasca moderna, mas sem o exagero vintage que se encontra por Lisboa. O ambiente é barulhento, mas daquele tipo de barulho típico deste tipo de restaurantes, onde as pessoas se estão a divertir. Azáfama no serviço, porque a casa está quase cheia, mas nem por isso ele se torna pouco simpático ou impessoal, há sempre uma piada ou um sorriso. Seja a que horas for.

A carta está dividida em tapas de carne, do mar e da terra, a preços bastante baixos, a depois alguns pratos que são a versão grande das primeiras, assim como alguns cortes de carne, que nunca pedimos mas que muita gente diz serem o melhor da casa. As doses das tapas não são grandes mas a ideia é pedir várias e ir petiscando.

Ora, é aqui que as coisas se tornam mais inconsistentes. Porque a comida tem muitos altos e baixos, e enquanto há petiscos que são bem conseguidos, há outros que falham redondamente. Alguns exemplos do menos bem conseguido: as lulas recheadas que parecem de compra e parecem ainda mais aquecidas no microondas; os mexilhões à Bulhão Pato não têm um molho à Bulhão Pato nem parecem especialmente frescos; os Ovos com Farinheira são desenxabidos, sem grande sabor, além de bastante secos; e a falta de sabor é também dominante no Pica-Pau, onde ainda por cima a carne é cortada em tiras fininhas e perde a graça toda.

Felizmente há outros petiscos que se destacam pela positiva, ainda que não sejam inesquecíveis: os Cogumelos Salteados, grandes, com um molho muito guloso; a Tapa do Lombo ao Champanhe, com um molho espesso e rico, que mesmo não sabendo muito a champanhe envolve a carne tenríssima de forma perfeita; uma courgete com recheio de alheira, uma mistura interessante e surpreendentemente leve; e o Choco Frito, ainda que um pouco oleoso demais, mas tenro como se quer. Boas batatas fritas para acompanhar tudo isto.

tik tapas ericeira choco frito

Mas o grande destaque é mesmo aquilo que parece mais simples: o Prego no Pão. Carne fantástica, servida no ponto, pão semi torrado e barrado com manteiga, excelente. Se isto é um teaser para as carnes, então numa próxima visita já sabemos que vamos directamente para essa parte da ementa.

tik tapas ericeira prego

A nível das sobremesa, há várias opções. Já experimentámos o Pudim de Ananás com carpaccio de ananás, que tem bom sabor mas textura demasiado granulada; o Cheese Cake de Caramelo Salgado, um bocadinho industrial mas ainda assim menos doce do que seria de esperar; e o Manjar dos Deuses (que é uma espécie de panacotta de côco), que é muito bom em todos os sentidos, uma sobremesa bastante viciante.

tik tapas ericeira sobremesa

Resumindo, o Tik Tapas Ericeira não é o melhor restaurante de tapas onde já estivemos. Mas serve até à 1h da manhã, tem um atendimento bastante simpático e não é nada caro. A comida, mesmo que alguma seja menos bem conseguida, disfarça bastante bem e ajusta-se ao que se pretende do restaurante: um sítio para petiscar até tarde, enquanto se bebem uns copos. E não há nada de mal nisso.

Preço Médio: 16€ pessoa (com vinho)
Informações & Contactos:
Rua do Ericeira, 15 | 2655-271 Ericeira | 261 869 235

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.