CALCUTÁ

Um indiano que é só assim “mais ou menos”… A melhor forma que tenho de comparar restaurantes “étnicos” é comer (quase) sempre as mesmas coisas, de forma a poder fazer uma real comparação. Isso acontece nos chineses, nos italianos, nos japoneses, etc. Não quer dizer que não experimente coisas diferentes, mas há sempre qualquer coisa … Ler mais

SUSHILOVERS

Sushi em casa? E do BOM? Agora sim!!! O frio e a chuva que nos têm brindado estes últimos dias começam a despertar em nós aquele desejo adormecido de ficar em casa. Ora, se isso é bom à tarde, enquanto vemos um filme, sentados no sofá, já não é tão bom à noite, quando a … Ler mais

ATIRA-TE AO RIO

Um barco. Um cais. Uma boa refeição. E uma vista magnífica. Já há algum tempo que não ia ao Atira-te ao Rio. Foi uma habitual a determinada altura, mas sempre com um senão, que era o percurso no cais desde Cacilhas até ao restaurante, com os armazéns abandonados. Nunca tive problemas, mas esse percurso não … Ler mais

TAPADINHA

Uma experiência que vale a pena, nem que seja pela experiência… Já não ia ao Tapadinha há quase 10 anos. Do pouco que me lembrava, sabia que tinha bebido muita vodka numa cave, comido um bife com natas que não estava nada de especial e que tinha provado um prato de que depois me tornei … Ler mais

PETISCARIA IDEAL

Vira o disco… e toca o mesmo. Nos últimos 2 anos apareceram muitas “tascas modernas” em Lisboa. Aliás, cada vez mais deixam de existir restaurantes normais, dos simples, aqueles a que íamos com os nossos pais, para passarmos apenas a ter restaurantes com conceito. Não que eu tenha alguma coisa contra os restaurantes com conceito, … Ler mais

CAFÉ BUENOS AIRES

Um “clássico” nunca passa de moda. O Café Buenos Aires não é o meu argentino preferido. Pronto. Mas tendo dito isto, é o argentino com mais personalidade. Aliás, é um dos restaurantes mais interessantes de Lisboa. Principalmente porque não segue modas nem compromete o seu conceito inicial. Dá às pessoas aquilo que elas esperam e … Ler mais

CAN THE CAN

Conservas que prometem muito… mas são só promessa. O primeiro contacto que tive com o Can The Can foi no Peixe em Lisboa. E na altura fiquei muito bem impressionado, não só pelo conceito (pratos confeccionados tendo por base a utilização de conservas), mas pela qualidade. Experimentei uns rolinhos de courgete com sardinha que estavam … Ler mais

SUL

O Sul na Rua do Norte, para comer boa Carne em noites de Verão. Nestes meses de calor, apetece comer petiscos depois de um dia de praia, e depois jantar tarde (e ir para os copos). O Bairro Alto continua a ser uma boa opção para este tipo de plano e há aqueles restaurantes que … Ler mais