XXL by OLIVIER

Bem-vindos à (nova) casa do Olivier! O XL mudou… ou antes, sofreu um makeover. Para melhor, dizemos nós. Ficou mais ambicioso, mais elitista, mais sofisticado, ganhou um outro X, aumentou um tamanho. Mas, ao mesmo tempo, tornou-se mais intimista, mais reservado, mais próximo de quem lá vai jantar. O Olivier da Costa fez uma operação … Ler mais

BOI-CAVALO

No reino da criatividade pura! Há poucos restaurantes que nos deixem realmente de boca aberta, e logo desde o início do jantar. Assim como há poucos Chefs a quem reconheçamos tão facilmente e imediatamente o brilhantismo. Há muita gente criativa a cozinhar em Lisboa, mas a verdade é que só há um Hugo Brito. Assim … Ler mais

ISCO – PÃO E VINHO

Comida para o coração. É difícil falar (ou escrever) sobre o ISCO. E não porque não sabemos se vamos escrever bem ou mal… mas porque sabemos que temos uma relação emocional tão grande com esta pequena padaria/bistrô e com as pessoas que andam numa azáfama por detrás dos seus vários balcões. E isso faz com … Ler mais

OVEN

Um indiano de eleição… e a curiosa história de um forno tandoori. É sempre complicado falar sobre restaurantes temáticos de uma ou outra gastronomia, especialmente porque temos sempre pontos de comparação, que são os nossos favoritos. E podem sê-lo porque foi onde comemos melhor, onde o ambiente foi mais especial ou simplesmente porque fazem parte … Ler mais

OFÍCIO – TASCO ATÍPICO

Atípico sim. Mas tasco nem por isso… O Ofício já não é o que era. Sim, é verdade, ainda que isto só faça sentido para quem conhecia o “velho” Ofício, um pouco mais abaixo na mesma rua, quando tinha uma ementa quase inteiramente dedicada aos cortes de carne (com destaque para o chambão). Nessa altura … Ler mais

CRAVEIRAL (Odemira)

craveiral piscina

Muita Natureza, mas pouco Fogo. O ano de 2020 e a pandemia forçaram-nos a mudar os nossos hábitos de férias, fossem elas mais ou menos prolongadas. O receio que existia em sair do País levou-nos a tentar conhecê-lo ainda melhor, e a fazer viagens de carro para zonas para as quais habitualmente não íamos. Como … Ler mais

O BOTECO by Kiko Martins

Um boteco muito à frente! Sempre achei engraçado que, até há poucos anos atrás, a maior representatividade de restaurantes brasileiros que tínhamos um pouco por todo o país eram rodízios de carne. Cadeias como o Chimarrão fizeram muitas gerações de jovens portugueses acreditar que aquilo que se comia no Brasil era picanha, maminha e outros … Ler mais

O FRADE

Pouco genuíno… e muito caro. Bom, é importante fazer uma nota prévia sobre a nossa “relação” com O Frade. Isto porque aquilo que vão ler de seguida não é completamente positivo, e pelos vistos não se pode não gostar deste restaurante. O buzz em torno do espaço nos últimos anos e especialmente o mediatismo do … Ler mais