harkos-restaurante-japones-italiano-sushi-sashimi-sintra-combinado-2

HARKO’S

Sushi, pastas, bifes… mas tudo fraquinho.

É a moda do “sushinês”, a do “italindiano” e agora a mais recente é a dos restaurantes que têm sushi e pratos italianos… e como as outras, esta é uma moda que resulta em concretizações fracas, na grande maioria das vezes.
O Harko’s é o restaurante que destoa no grupo de restaurantes que há no largo de São Pedro, em Sintra. E destoa porque são só restaurantes tradicionais e familiares… e depois há um japonês com pratos italianos (e ainda alguns portugueses). E se isso podia até ser positivo, porque é uma oferta diferente da tradicional, acaba por não ser. Por causa do serviço e, claro, por causa da comida.

harkos-restaurante-japones-italiano-sushi-sashimi-sintra

Na mesa, quase todos vamos para a vertente japonesa, por nenhuma razão em especial. Ora, há uma linha condutora base no sushi que comemos: parece que foi feito por iniciantes. Não sei fazer sushi, mas já o comi vezes suficientes para saber como é que o peixe deve ser cortado e como os rolos devem ser feitos. Aquilo que nos apresentaram, além de não ser minimamente surpreendente, foram rolos onde o arroz se desfazia todo ou peças que estavam mesmo mal enroladas (como podem ver nas fotos).

harkos-restaurante-japones-italiano-sushi-sashimi-sintra-rolo

Além disso, o combinado de 40 peças (para 2 pessoas) traz metade disso de sashimi, o que até seria um factor positivo… mas depois vês as fatias finas e percebes que as 20 peças são claramente insuficientes para te satisfazer. Mesmo os rolos são bastante pequenos… O que nos acontece – a todos – é que demoramos literalmente 5 minutos a comer a nossa parte do combinado. E depois ficamos com fome…

harkos-restaurante-japones-italiano-sushi-sashimi-sintra-combinado

Ainda na mesa, houve quem fosse para uma opção mais portuguesa, um misto de mariscos com arroz (não, não é arroz de marisco, acreditem), bem servido mas nada de especial, e ainda outra pessoa pediu o filetto, um bife do lombo bom e no ponto certo, mas acompanhado de cogumelos porcini demasiado líquido e sem grande sabor.
Antes disso, umas gyosas sem história e um tártaro de vieiras que tinha tanta maionese (porquê???) que ninguém conseguiu acabar. Nas sobremesas, safou-se o gelado de sésamo e de chá verde. Sem serem maravilhosos.

harkos-restaurante-japones-italiano-sushi-sashimi-sintra-tartaro-de-vieiras

E depois, o serviço… “Que sashimi vem no combinado?” “Salmão, atum e peixe branco.” “E qual é o peixe branco?” “Então… é peixe branco, é o tipo de peixe…” Pois, estão a ver onde é que isto vai dar, não estão? Nas sobremesas foi a odisseia do gelado que vem dentro do crepe: “Aqui está o crepe com 2 bolas de gelado” “E quais é que são estes sabores?” “São os que pediram!” “Mas todos na mesas pedimos sabores diferentes. Qual corresponde a qual?” “Errrr…” Pois.

Isto enquanto tratam algumas pessoas da mesa por tu, saiba-se lá porquê! Há restaurantes onde isso faz parte do conceito do serviço, mas aqui é simplesmente desleixo.

Enfim, bem sei que há fórmulas que resultam quase automaticamente. E abrir um restaurante com sushi numa zona onde não há concorrência vai inevitavelmente funcionar. Ainda mais com opções na ementa para quem não gosta de sushi. Mas este facilitismo dos restaurantes irrita-me profundamente. As hamburguerias podem ter provocado uma diminuição das expectativas e grau de exigência de muitos clientes, mas este tipo de restaurantes estão simplesmente a aproveitar-se disso.
Temos de começar a ser mais exigentes,a todos os níveis. Mesmo!

Preço Médio: 28€ pessoa (com cerveja/refrigerante)

Informações & Contactos:
Rua Serpa Pinto, 4 | 2710-508 Sintra | 21 924 4352

[codepeople-post-map]

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.