GAZPAXO – COMEDOR IBERICANO

GAZPAXO – COMEDOR IBERICANO

Coisas frias, para dias quentes.

 

A zona do Saldanha é uma das mais completas a nível de restauração em Lisboa. Há restaurantes de todos os tipos, para todos os preços, e que vivem maioritariamente dos almoços. Sendo uma zona de escritórios, é ver multidões a movimentar-se à hora de almoço, desde o trabalho até ao restaurante escolhido. Por isso, a maioria dos restaurantes da zona tem salas grandes e ainda assim alta rotatividade aos almoços.

Curiosamente, o Gazpaxo, que fica mesmo junto à Praça do Saldanha, é dos restaurante mais pequenos onde entrei. E não promove assim tanto a rotatividade, o que o torna numa excepção para a zona. Uma excepção boa.

GAZPAXO - COMEDOR IBERICANO

O espaço é efectivamente pequeno, com quatro mesas no interior (e uma na esplanada), onde no fundo temos o balcão que nos separa da cozinha. Isto dá-nos uma sensação de proximidade, porque vamos vendo mais ou menos o que estão a preparar para nós. Essa proximidade, motivada pela falta de espaço, faz com que o serviço seja extremamente informal, o que resulta sempre bem 🙂

GAZPAXO - COMEDOR IBERICANO

O Gazpaxo define-se como um “comedor ibericano”, o que até dá jeito, porque pode fundir referências espanholas com outras da América do Sul para criar uma ementa curta mas que vai um pouco a todo o lado.

Água com pepino, cortesia da casa, mas ainda assim peço a margarita de morango, boa mas nada alcoólica. Nachos para começar (claro!), que desaparecem no curto espaço de tempo que demora a chegar o gazpaxo. Excelente, por sinal, ligeiramente picante, textura perfeita, um prato fresco para estes dias de calor. Não provámos o de abacate mas ficamos de olho nele. Fica para a próxima.

GAZPAXO - COMEDOR IBERICANO

GAZPAXO - COMEDOR IBERICANO

Desde a primeira vez que olhei para a ementa que estava “fisgado” no tártaro de beterraba… que já não havia à hora que me sentei no restaurante. Pena… Por sugestão, serviram-me um taco de tártaro de beterraba (a quantidade só dava mesmo para isso), que é bom e fresco, mas só serve para deixar água na boca em relação ao prato em si. Pelos vistos, também fica para a próxima.

De seguida, o ceviche tiradito, servido tipo carpaccio, com bom peixe mas pouco ácido, muito pouco ácido mesmo. Do ceviche espero sempre aquela acidez dada pelo leche de tigre, que aqui não havia de todo. Provavelmente o prato menos bem conseguido dos que passaram pela mesa.

GAZPAXO - COMEDOR IBERICANO

Para terminar, novamente seguindo a sugestão, o tempura de chocolate negro… que é uma verdadeira bomba! Uma bola frita recheada de um cremoso chocolate negro, uma delícia para comer e lamber os dedos! Uma maneira bem decadente de terminar uma refeição que até estava a ser saudável 😉

GAZPAXO - COMEDOR IBERICANO

No final, o registo é positivo. E fica a vontade de voltar para provar outras coisas da carta, mesmo sendo reduzida. A ideia de misturar influências espanholas e das Américas tem bastabte potencial, principalmente nos tempos mais quentes, e o facto do restaurante ser minúsculo não parece afastar as pessoas. Vamos ver quais as mudanças que o Outono vai trazer, mas por enquanto, o Gazpaxo é uma óptima (e mais ou menos saudável) alternativa para almoçar na zona do Saldanha.

Digo adeus à Rosita (a porca gigante pendurada no tecto) despeço-me dos donos (atrás do balcão a preparar comida para as pessoas que continuavam a chegar e vou à minha vida. Com a ideia de regressar em breve.

Preço Médio: 12€ pessoa (gaspacho e taco, por exemplo)

Informações & Contactos:
Avenida Praia da Vitória, 47 | 1000-246 Lisboa | 911 813 556

[codepeople-post-map]

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.