FENÍCIOS CASTILHO

FENÍCIOS CASTILHO

Uma viagem de sabores com vista (excelente) sobre Lisboa.

Há vários restaurantes que estão na nossa lista “a visitar” já há muito tempo, mas que inevitavelmente vão ficando para trás porque aparece sempre alguma novidade ou porque simplesmente não calha. O Fenícios era um dos que estava na lista há bastante tempo por ser o único libanês em Lisboa, mas que foi sempre ficando para depois. Mas porque andávamos por aquela zona num Sábado à noite, resolvemos que não voltávamos a adiar. E ainda bem!

Num prédio no final da Castilho, quase sem sinaléctica, temos de subir de elevador até ao 7º andar. Passamos um corredor estreito, à espera de encontrar um restaurante com decoração muito étnica, mas nada disso: entramos num restaurante perfeitamente normal, com uma decoração sóbria e sofisticada. Porque não?
Mas depois olhamos para a varanda e ficamos de queixo caído, porque a vista sobre a cidade é excelente. Este é daqueles sítios que podia comunicar só isso mesmo, a vista. Uma maravilha!

Ficamos na dita varanda a aproveitar o final de dia e começamos a analisar a carta, cheia de coisas que não conhecemos nem conseguimos imaginar o que são. Nessa altura, o empregado vem ter connosco e, além de nos oferecer um óptimo refresco de canela e hortelã, explica-nos o que são as coisas que perguntamos e dá diversas sugestões para que possamos experimentar a gastronomia libanesa.

fenicio's castilho restaurante libanes lisboa avenida liberdade 2
A sugestão é começar com a Mezza Fenícia, uma espécie de misto de entradas, onde se pode experimentar uma quantidade de coisas típicas – os mais conhecidos falafel e hoummus, ambos bastante bons, e outras coisas diferentes: o moutabal, que é um puré de beringela grelhada com sésamo, alho e limão, muito saboroso; tabbouleh, uma salada de tomate e cebola cheia de salsa e hortelã, viciante e aromática; o warak enab, uma especialidade libanesa que consiste em arroz envinagrado com tomate e lentilhas, enrolado em folha de videira, uma maravilha para o palato, de comer e chorar por mais; o labneh, um creme de queijo branco, muito bom para quem gosta de queijos mais ácidos; a batata harra, fria e depois salteada em alho e coentros, ideal para acompanhar qualquer coisa; e o lahm bil ajin, uma espécie de mistura entre mini pizza e empada com carne e especiarias, o menos interessante de tudo. Uma viagem a sabores e especiarias diferentes, mas onde os sabores são tão interessantes que é impossível ficar indiferente.

Já não há fome para pratos principais, mas ainda queremos experimentar outro ex-libris da gastronomia libanesa: o kibbé, um pastel com carne de vaca, trigo moído e cebola, a que são acrescentadas todas as especiarias possíveis para lhe dar um sabor único e inconfundível.
Como sobremesa, uma baklawa, que são pequenos pastéis recheados de amêndoas, pistachios e pinhões, muito doces e cheios de textura, que fecham muito bem a refeição.

No final, quando regressamos pelo mesmo corredor estreito e descemos de elevador até à rua, ficamos com a sensação que, mesmo que a comida não seja para voltar a comer todos os meses, é bastante interessante. E quando a isso se junta um serviço 5 estrelas e uma vista maravilhosa da cidade, temos um restaurante que não deve passar despercebido por ninguém. Uma experiência a não perder!

Preço Médio: 20€ pessoa (pedindo uma mezza, sobremesas e vinho)

Informações & Contactos:
Rua Castilho, 14 – 7º | 1250-069 Lisboa | 213141045

[codepeople-post-map]

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.