CLARO!

CLARO!

Uma experiência inesquecível. Claro!

O génio do Chef Vitor Claro vê-se, em primeiro lugar, na forma como respeita os ingredientes nas suas criações. E na forma como respeita a cozinha tradicional que todos conhecemos, mas à qual dá um twist de irreverência. E vê-se também na sua humildade quando fala dos seus pratos, ao dizer que foi simplesmente “experimentando” coisas que acabaram por ficar boas. Excelentes, na nossa opinião.
O resultado final são quase 3 horas de uma experiência gastronómica que (quase) não tem concorrência em Lisboa. Onde tudo faz sentido e onde tudo nos faz lembrar alguma referência que temos. E onde tudo é delicioso.

Fomos ao Claro! para provar o menu da estação, que logo à partida tem um conceito genial: o efeito dominó. Ou seja, cada prato do menu de degustação tem dois ingredientes base e um deles transita para o prato seguinte. Pode parecer apenas divertido mas não é, porque faz todo o sentido no nosso palato, transforma a refeição numa viagem.

Começamos ainda antes do menu, com uma alface com molho césar (à base de anchovas), muito simples e interessante, apenas um bilhete de boas-vindas.
De seguida, o cuscurão de alheira, que é uma espécie de fartura com recheio de alheira, é uma surpresa e é magnífico! Uma explosão de sabor inesperado que, na nossa opinião, já valia grande parte da refeição. Mal sabíamos nós…

claro! restaurante chef vitor claro sofisticado marginal vista para o rio cascais 1
A começar o dito menu, bacalhau e tomate, que nos pareceu uma reinvenção do pastel de bacalhau com arroz de tomate, com uma pasta de bacalhau acompanhada por uma pasta de tomate, que funciona na perfeição quando comido em conjunto e faz lembrar os pratos tradicionais da avó. Depois chega o carapau sobre molho de tomate e anchovas, com amêndoa e pinhão torrados, uma espécie de carapauzinhos de escabeche, cheio de sabor, cozinhado na perfeição, e que nos deixou a “chorar” por mais uma dose.
Seguindo em frente, puré de batata com manteiga caramelizada e óleo de noz com ostra, com bom puré mas menos consensual por causa da textura da ostra.
Mais consensual, o cachucho com caldo de camarão e mexilhão, muito interessante pelo caldo que lhe dá um sabor a marisco fabuloso.
E mais fabulosos ainda os raviolis de cogumelos com cobertura de camarão prensado e cebolinho e aipo (o melhor da noite até àquela altura), cheio de sabores dos diferentes tipos de cogumelos e com o toque de marisco que o camarão lhe dá. Outro prato do qual fazíamos uma refeição completa, sem pensar duas vezes.
Quase um limpa-palato, segue-se o presunto com caldo waldorf (aipo e maçã), muito fresco, ideal para fazer a transição para o prato final da noite.

claro! restaurante chef vitor claro sofisticado marginal vista para o rio cascais 2
E é nesta altura que chega a versão do Chef do tradicional leitão de Negrais, ou seja, um lombinho de porco com molho de leitão, puré de aipo e alface estufada… genial! A carne perfeita, o molho maravilhoso e o puré de aipo que o complementa de uma forma tão normal que só comprova aquilo que sentimos durante toda a refeição: que os sabores simples mas bem conjugados são sempre os melhores.
Para sobremesa, uma farófia de côco e hortelã acompanhada de ginga, pouco doce para o que esperávamos, mas ainda assim um bom fecho para a refeição.
A acompanhar o café, quatro tipos de chocolate, um mimo final do Chef para quem resiste até ao fim. 😉

De salientar que nenhum destes pratos nos é explicado no início, para podermos deixar os nossos sentidos explorar à vontade e tentar perceber o que é cada um. No final de cada prato, a explicação apenas confirma a genialidade do Chef.

Recomendamos ainda o pairing de vinhos com o menu, onde as escolhas fazem todo o sentido para acompanhar cada prato, mas onde o destaque Claro! vai para o vinho Dominó, da autoria do próprio Chef que, mesmo assumindo que não percebe nada de fazer vinho, criou um tinto leve e aromático, dos melhores que temos bebido ultimamente.

Correndo o risco de ser repetitivo, esta é uma experiência que roça a perfeição. Mais do que isso, é uma viagem por sabores que conhecemos mas que o Chef Claro reinventou e tornou seus de forma brilhante. E é este misto de reconhecimento e surpresa que faz com que seja um jantar inesquecível. Claro!

Preço Médio: 75€ pessoa (menu de degustação e pairing de vinhos)

Informações & Contactos:
Av. Marginal, Curva dos Pinheiros, Hotel Solar Palmeiras | 2780-749 Paço d’Arcos | 214414231

[codepeople-post-map]

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.