casa do lago restaurante portugues jardim do campo grande vista lisboa exterior

CASA DO LAGO

Talvez de dia… e com música ambiente…

Já andávamos para experimentar a Casa do Lago desde que o jardim do Campo Grande reabriu há uns tempos atrás. E a razão tinha exclusivamente a ver com as fotografias que iam circulando, de um local idílico à beira do lago, em dias soalheiros. Parecia perfeito. Ora, fomos jantar à Casa do Lago num Sábado à noite. E não correu como esperávamos…

Pode ter sido uma noite de excepção, mas são 21h quando chegamos ao jardim do Campo Grande completamente deserto. Não se vê vivalma durante o pequeno percurso que fazemos a pé até ao restaurante. Percebo que de dia o espaço tenha outro encanto por causa do lago, mas à noite devia ter um ambiente mais cozy (e mesmo romântico). Não tem, é escuro e pouco convidativo.

casa do lago restaurante portugues jardim do campo grande vista lisboa exterior 2

Entramos e o espaço interior também está longe do que esperávamos. O ambiente é de café, não há decoração, é tudo muito frio e despersonalizado. Completamente envidraçado, o espaço deve ser realmente mais agradável durante o dia, por causa da vista. À noite é simplesmente desinteressante e até um pouco sinistro.

casa do lago restaurante portugues jardim do campo grande vista lisboa

Somos os únicos clientes de um Sábado à noite. O serviço é informal e descontraído, às vezes descontraído demais. Sem qualquer música ambiente no restaurante, conseguimos ouvir à vontade as conversas na zona de bar/cozinha. Os gritos, as gargalhadas ou mesmo as conversas sobre nós, os únicos clientes. Podia ser evitado com uma música ambiente.

Outra coisa que ouvimos, com mais frequência do que gostaríamos, é o som do micro-ondas. Aqueles três apitos, várias vezes. Nunca é bom sinal.

casa do lago restaurante portugues jardim do campo grande vista lisboa folhado queijo

Curiosamente, a comida que nos chega à mesa, não sendo surpreendente, também não é nada má. Depois de um couvert perfeitamente normal, a trilogia de cogumelos recheados entretém, assim como o folhado de queijo de cabra com marmelo (que devia ser um pouco mais).
Nos pratos principais, peixe e carne: o bacalhau confitado manteve o registo da normalidade, acompanhado de um interessante gratinado de batata doce e queijo da ilha que devia estar mais integrado na posta e não simplesmente pousado em cima dela; e a coxa de pato confitado com redução de porto e batata salteada, mais interessante, com o pato macio e pele ligeiramente crocante.

casa do lago restaurante portugues jardim do campo grande vista lisboa coxa de pato
Para sobremesas, um cheesecake de lima que devia estar fresco porque à temperatura ambiente torna-se enjoativo e uma boa mousse de chocolate.
Os preços dos pratos não são altos, mas as entradas são um bocado overpriced (especialmente quando comparadas com os pratos principais).

casa do lago restaurante portugues jardim do campo grande vista lisboa cheesecake

No final, saímos outra vez para o escuro do jardim, com uma sensação de pequena desilusão. A Casa do Lago é bastante diferente do que esperávamos, a todos os níveis, mas especialmente no ambiente, que tínhamos a ideia ser mais romântico e “sofisticado”. A comida não é má, mas também não ajuda a contrariar o resto. Talvez de dia… e com música ambiente… Talvez…

Preço Médio: 25€ (com vinho)

Informações & Contactos:
Jardim do Campo Grande | 1700-090 Lisboa | 217574241

[codepeople-post-map]

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.