As nossas TASCAS de eleição!

andorinhas restaurante tradicional ajuda lisboa carne porco a alentejana
Partilha!

Tascas. Um património tão nosso. Esqueçam as “tascas modernas”, estas são as nossas TASCAS preferidas. Em Lisboa e não só!

O MARAVILHAS (Alcântara)
Talvez desconhecida para muito, esta é a nossa tasca preferida em Lisboa. Uma casa de pasto, pequena, sempre cheia aos almoços e jantares, gerida por um casal muito simpático, com pratos do dia com dias marcados. A não perder as excelentes ervilhas com ovos escalfados ou o arroz de polvo (quarta-feira), o viciante caril de frango (terça-feira) ou uma das melhores carnes de porco à alentejana que já comi na vida (sexta-feira). Uma MARAVILHA!

STOP DO BAIRRO (Campolide)
A mudança de Campo de Ourique para Campolide despersonalizou um bocado o espaço, que ficou menos típico… mas ainda assim, a comida manteve-se maravilhosa!  Comida tradicional com uns toques africanos (especialmente a nível de picante), doses bem servidas, comida com alma. Uma das melhores cabidelas que se servem em Lisboa, leitão, cabrito, ossubuco, arrozes, etc. São 40 anos de existência, a provar que o mais simples e genuíno é sempre o melhor.

ZÉ MANEL DOS OSSOS (Coimbra)
É quase impossível ir a Coimbra e não ouvir falar do Zé Manel dos Ossos. Muito mais difícil é arranjar mesa, porque a tasca é minúscula. O ex-libris são os ossos, mas toda a comida é maravilhosa. E aqui sim, sentimo-nos em casa!

ze manel dos ossos tasca restaurante tipico coimbra arroz de feijao com costeletinhas de porco

A TASCA DO ZÉ RUSSO (Parque das Nações)
A especialidade são grelhados e é isso que leva a esta tasca multidões à hora de almoço. ALém do serviço com enorme simpatia e o excelente vinho da casa, claro 😉

a tasca do ze russo marvila lisboa

O CABAÇAS (Bairro Alto)
Na zona mais movimentada da cidade à noite, encontram o Cabaças pelas longas filas à porta. E quando entram, percebem que esta é a casa do naco na pedra. Acessível no preço e excelente no sabor, este naco faz do Cabaças uma das tascas mais conhecidas (e concorridas) no Bairro Alto. Confusão, barulho, tudo o que se quer numa tasca à séria! 🙂

ZAPATA (São Bento)
Outro dos clássicos para jantares em noites de copos, aqui com a vantagem da cozinha estar aberta até à meia-noite. Serviço a despachar (mas com simpatia), bons grelhados e um excelente (no mínimo) bacalhau à brás. É comer e beber bem e barato, e depois subir a Calçada do Combro até à Bica ou ao Bairro.

restaurante zapata bacalhau a bras

A TASCA DO CELSO (Vila Nova de Milfontes)
Ok, é cada vez menos uma tasca, porque a fama é tão grande que foi melhorando o seu “aspecto”. Mas aquilo que a Tasca do Celso continua a ter é comida fenomenal a preços não muito exagerados, e um ambiente de tasca, divertido e barulhento.

O LUTADOR (Alcântara)
Esta é uma daquelas tascas onde se vê todo o tipo de gente: desde os velhotes da zona que vão lá almoçar aos grupos de gente que vai comer uns caracóis depois do trabalho ou mesmo ao pessoal mais cool que vai petiscar antes de ir até ao Rádio-Hotel. Aqui comem-se dos melhores caracóis de Lisboa (dizem) e há pratos tradicionais muito bem feitos e também um bife à café que devia estar entre os melhores da cidade.

CONGA (Porto)
Há quem diga que são as melhores bifanas do Mundo! Honestamente não sei, porque não conheço o Mundo todo, mas estas são provavelmente as melhores bifanas que já comi! Nem sei se há mais alguma coisa para comer no Conga, mas é uma paragem obrigatória no Porto!

conga restaurante porto bifanas

DONA EMA (Av. Liberdade)
É a tasca de eleição para jantares de grupo!! O menu tem pratos como bacalhau com natas ou lombinhos de porco, mas sempre com bebida à descrição, e é isso que se quer! 🙂 Mas mais do que isso, come-se barato e muito bem!

TASQUINHA DO MANEL (Vilamoura)
Uma descoberta recente… e que descoberta!!! Numa zona onde tudo é turístico, eis que descobrimos uma tasca daquelas à antiga, com peixe maravilhoso e preços muito bons! E como não é fácil de lá chegar, afugenta os turistas!

tasquinha do manel restaurante tradicional tasca peixe vilamoura algarve robalo

A TASCA DO GORDO (Restelo)
Uma das nossas mais recentes descobertas, mas mais vale tarde que nunca! Escondida numa rua no Restelo, esta tasca gigante tem muito poucos pratos mas provoca enchentes todos os dias ao almoço. E de todo o tipo de gente, como se quer numa tasca das boas!

PLANETA DOS TEMPEROS (São Bento)
Sítio perfeito para jantares de grupo, tanto pela comida, como pelo preço e, acreditem, acima de tudo pela simpatia da dona! É daquelas tascas onde pagamos muito pouco e somos tão bem servidos e atendidos que até nos sentimos mal! 🙂

planeta dos temperos tasca comida portuguesa santos sao bento grupos lisboa filetes

RESTAURANTE DAS FLORES (Chiado)
Não tem nome na porta, mas está sempre cheio aos almoços! É das tascas mais procuradas na zona do Chiado, porque tem comida portuguesa da boa e a preços ainda melhores. Pratos de tacho, alguns grelhados e, para sobremesa, umas farófias do outro mundo!

RESTAURANTE ROMA (Porto)
A provar que no Porto não se comem só francesinhas, o Roma é daquelas tascas onde a carne reina, especialmente o frango assado. Mas não é de churrasco, é mesmo no forno! E acreditem que é uma delícia. Assim como o preço!

restaurante roma tradicional porto frango

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.